sexta-feira, 28 de agosto de 2009

DMX


DMX, nome artístico de Earl Simmons (18 de dezembro de 1970 em Baltimore, Maryland), é um rapper americano, surgiu depois da morte dos grandes rappers 2Pac e The Notorious B.I.G., tendo como responsabilidade substituí-los à altura como foi o que fez.

História

DMX começou a construir a carreira dele com um aparecimento nas mixtapes do DJ Clue. Em 1997, ele foi convidado a cantar em "4 , 3, 2, 1. " do LL Cool J. Mais adiante foi convidado a cantar em "24 Hours to Live" de Mase e Yonkers, MCs da mesma categoria o LOX em "Money, Power & Respect criou um respeito até mais forte. DMX estreou em 1998 com o álbum It's Dark and Hell Is Hot]] com o single "Get at me Dog". Logo em seguida estourou a bomba "Ruff Ryders Anthem" produzida pelo seu amigo e produtor Swizz Beatz, que tocou em todas as rádios. Para este álbum destacamos ainda "How's it Going Down" com a viúva de The Notorious B.I.G., Faith Evans e "Stop Being Greedy". Este álbum foi lançado em 1ª lugar na Billboard. Em seguida, no final do mesmo ano DMX lança "Flesh of my Flesh, Blood of my Blood". Destaque neste CD para as músicas "Slippin" que é a auto biografia dele e "No Love 4 Me" com a participação de Swizz Beatz e ainda a polêmica "The Omen" com Marilyn Manson. Destacando esta fase da vida do DMX, ele é o único músico do mundo que gravou dois álbuns no mesmo ano que largaram em #1 na Billboard. Um feito que ainda não foi alcançado por ninguém. Em trabalhos paralelos, DMX lança o CD Ruff Ryders Ride or Die com grandes nomes como Jay-Z, com o grande sucesso "Jigga My Nigga", D-Block (Que eram da Bad Boy mas após brigas e discussões sobre direitos autorais saíram da Bad Boy), Eve (a primeira dama da Ruff Ryders), Drag-On (A.K.A " Fireman" o garoto prodígio da Ruff Ryders) entre outros. No álbum "And Then There Was X" que era a sequencia do sucesso do DMX. Com o single "What's My Name" estourando nas rádios, foi fácil emplacar outros sucessos deste cd como "Party Up" (Up in Here), "One More Road to Cross" e "What these Bitches Want" com a participação de Dru Hill. Particularmente destaco neste CD a música "More 2 a Song" que retrata a música que ele faz, com alma e com perseverança. Logo após este CD, DMX foi preso por dirigir sem permissão. Neste momento de sua vida que ele lançou o CD "The Great Depression" onde músicas mais profundas e a morte de sua avó que o criou o fizeram mais introspectivo. Destaque neste CD para "Who We Be", "He Right Here", "Damian III" e a música dedicada a sua avó "Miss You". Em 2003 ele anunciou que estava saindo do jogo do Rap. Lançou seu último CD intitulado "Grand Champ" com grandes bombas como "X Gonna Ggive It 2 Ya", "Where the Hood At", "Ayo Kato" entre outras. DMX com esses 5 álbuns conseguiu um feito impressionante. Todos esses álbuns estrearam em #1 na Billboard, o que diferencia o DMX dos outros rappers. Mas após anunciar sua saída e vários problemas pessoais, ele anunciou sua volta, mas com menos sucesso que o esperado. O álbum "Here We Go Again" ficou muito abaixo da expectativa. Com o Auxílio de seus amigos, ele lança o novo CD "Year of The Dog, Again". DMX vem se envolvendo em seguidas prisões devido a digirir sem licença e envolvimento com drogas. Mas após esses acontecimentos ele se entregou à religião voltando às suas origens.

Discografia

Álbuns de estúdio
  • 1998 - It's Dark and Hell Is Hot
  • 1998 - Flesh of My Flesh, Blood of My Blood
  • 1998 - ...And Then There Was X
  • 2001 - The Great Depression
  • 2003 - Grand Champ
  • 2006 - Year of the Dog...Again
  • 2008 - Walk with Me Now and You'll Fly with Me Later
Greatest Hits
  • 2007 - The Definition of X: The Pick of the Litter
Com Ruff Ryders
  • 1999 - Ryde or Die Vol. 1
  • 2000 - Ryde or Die Vol. 2
  • 2001 - Ryde or Die Vol. 3
  • 2005 - The Redemption Vol. 4


Ice Cube


Ice Cube, cujo verdadeiro nome é O'shea Jackson (nasceu em 15 de junho de 1969 em Los Angeles, Califórnia), é um dos grandes ícones do rap, além de ator, diretor e produtor musical. Integrante do lendário grupo N.W.A, da gravadora Ruthless Records fundada por Eazy E, e fez inúmeros filmes dentre eles a comédia "Friday" e "XXX2".





Antes da Fama


Ice Cube começou na cena do gangsta rap em Los Angeles no grupo C.I.A. em 1986, mas teve muito pouco conhecimento, até que lançou o álbum chamado My Posse, e mesmo na cena underground continuou sem reconhecimento.


No N.W.A


Através de seu primo, Ice Cube conheceu Dr. Dre (hoje o maior produtor do hip-hop), foi aí que começaram a fazer mixtapes e cantarem em clubes noturnos, algum tempo depois conheceram Eazy E e MC Ren para formar o N.W.A., aí descobriu um lado produtor do Ice Cube, ele produziu Boyz N The Hood, Dopeman e 8-Ball para os CDs do Eazy-E e do N.W.A., ele também mostrou seu lado violento fazendo a música "Fuck The Police" onde receberam uma carta do FBI para moderar na linguagem Em 1989 Ice Cube e Jerry Heller (o empresário do N.W.A) tiveram uma péssima relação, fazendo-o sair do N.W.A. e logo em seguida fazer uma música para o grupo onde acusava o empresário de roubar todo o dinheiro do grupo. Mas, hoje em dia ele e os membros estão em paz, ele já até fez tributos para Eazy-E falando estar muito triste com uma grande perda.

Carreira Solo (musical)

Na Carreira solo o 1º álbum foi Amerikkka's Most Wanted, um clássico do Gangsta Rap, o álbum foi praticamente inteiro perfeito, feito em parceria com Chuck D (membro do Public Enemy). Ice Cube lançou Death Certificate que abordava vários temas como um negro jovem sobrevivendo no gueto, drogas, violência, repressão do estado, brutalidade da polícia, entre outros. Logo após lançou The Predator onde ganhou platina em apenas 4 dias de lançamento, isso transformou Ice Cube como um dos maiores vendedores do gangsta rap. 4 anos depois lançou Lethal Injection, o álbum não fez tanto sucesso quanto os anteriores, ele falou que o rap dele tinha acabado e que aquela era a era do G-Funk.

Filmes

Ice Cube teve uma fantástica performance no filme Boyz N The Hood com Cuba Gooding Jr. e Laurence Fishburne, isso despertou interesse de diretores para fazer outros filmes de sucesso como Friday, 3 Reis, Anaconda, Furia em Duas Rodas e Triplo X 2: Estado de Emergência. Quando perguntaram-lhe se gostava mais de filmes ou de rap, ele respondeu que quando aparece uma oportunidade as pessoas devem pegá-la. O sucesso de seus filmes foi tão grande que ele até lançou 1 CD com as melhores músicas de seus filmes.

Westside Connection

Ice Cube estava chateado de fazer rap solo e resolver formar um novo grupo, chamou seus melhores amigos Mack 10 e WC para formar o novo grupo de rap, realmente fez sucesso, o álbum de estréia do grupo Bow Down vendeu cerca de 1.700.000 conseguindo platina, o segundo (Terrorist Threats) não teve tanta sorte e vendeu 679.000 cópias conseguindo certificado de ouro.

Álbuns de estúdio

1990
  • AmeriKKKa's Most Wanted
Released: May 16, 1990 Label: Priority Format: CD, CS, LP

1991
  • Death Certificate
Released: October 31, 1991 Label: Priority Format: CD, CS, LP

1992
  • The Predator
Released: November 17, 1992
Label: Priority
Format: CD, CS, LP

1993
  • Lethal Injection
Released: December 7, 1993
Label: Priority
Format: CD, CS, LP

1998
  • War & Peace - Volume 1 (The War Disc)
Released: November 17, 1998
Label: Priority
Format: CD, CS, LP

2000
  • War & Peace - Volume 2 (The Peace Disc)
Released: March 21, 2000
Label: Priority
Format: CD, CS, LP

2006
  • Laugh Now, Cry Later
Released: June 6, 2006
Label: Lench Mob
Format: CD

2008
  • Raw Footage
Released: August 19, 2008
Label: Lench Mob
Format: CD

Compilações

1994
  • Bootlegs & B-Sides
Lançamento: 22 de Novembro de 1994
Selo: Priority
Certificação RIAA: Ouro

1997
  • Featuring... Ice Cube
Lançamento: 1997
Selo: Priority


2001
  • Greatest Hits
Lançamento: 4 de Dezembro de 2001
Selo: Priority

2007
  • In the Movies
Lançamento: 2007
Selo: Priority






































































































quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Chamillionaire

Chamillionaire, nome artístico de Hakeem Seriki, (28 de novembro de 1979 em Washington, D.C.) é um rapper americano que recebeu o apelido de "Mixtape Messiah", por ter vendido mais de cem mil cópias do álbum Get Ya Mind Correct, de forma totalmente independente, além de ter vendido milhares de mixtapes. Em 2007, ele ganhou um Grammy Award de Melhor Performance de Rap por um Duo ou Grupo com o seu single número um "Ridin'", que ficou na primeira posição nas tabelas nos Estados Unidos por duas semanas em 2006.

Trajetória e carreira

Nascido em Washington, D.C., mas criado em Houston, Texas, tal como Mike Jones, Paul Wall e Slim Thug, Chamillionaire apresenta um estilo bem diferente destes. "Chamillionaire" é uma palavra-valise de "chameleon" e "millionaire"(camaleão e milionário, em português). Foi cantando juntamente com Paul Wall, que conseguiu o seu primeiro contrato com uma editora, a Swishahouse.

Chamillionaire, bem como Paul Wall, conseguiram obter uma grande popularidade a nível local pelos temas que tinham em mixtapes da gravadora. Posto isto, e vendo que não eram pagos de acordo com o reconhecimento e vendas que proporcionavam à Swishahouse, decidem abandonar a gravadora de Michael "5000" Watts, seguindo, assim, o exemplo de Slim Thug. Ambos passaram ainda pela Paid in Full Records enquanto membros do grupo The Color Changin' Click, chegando mesmo a editar um álbum, Get Ya Mind Correct. O trabalho teve, mais uma vez, grande impacto a nível local e grande aclamação das ruas vendendo mais de 150 mil cópias. Contudo, é também a partir daqui que se acentuam e tornam intransponíveis as divergências artísticas entre Chamillionaire e Wall. Resultado; cada um seguiu o seu caminho. Lança-se então por conta própria, criou a Chamillitary Entertainment, no circuito das mixtapes, onde foi particularmente ativo. Foi responsável por cerca de sete mixtapes no ano de lançamento do seu primeiro álbum a solo. Uma das suas mixtapes mais bem sucedidas e famosa é Mixtape Messiah, editada em 2004 e composta por três CDs e cerca de 67 faixas. Mixtape Messiah fazia história tornando-se a mais longa mixtape de todos os tempos feita em Houston. O primeiro CD, é quase inteiramente, dedicado a Mike Jones e ao beef existente entre os dois MCs. Nela participam, T.I., Kanye West, Stat Quo, Bun B, Lil' Flip e Slim Thug. Nota também para a participação de Rasaq, irmão mais novo de Chamillionaire, num grande número de temas. Foi assim, com grande atividade a nível de mixtapes, com um enorme zumbido e com nome construído no sul que foi lançado em 2005, pela Universal Records, The Sound of Revenge.

2005–2006: The Sound of Revenge

Com seu álbum The Sound of Revenge que saiu pela Chamillitary Entertainment e Universal Records em novembro de 2006, Chamillionaire se posicionou entre a elite do hip hop de Houston, incluindo a nova geração de rimadores como Lil' Flip, Slim Thug, Mike Jones e Paul Wall, além dos veteranos UGK e Scarface. Chamillionaire contou com a colaboração de vários rappers em seu álbum de estréia, incluindo Lil' Flip, Bun B, Scarface e Krayzie Bone, além dos produtores Scott Storch, Mannie Fresh e Cool & Dre. No entanto, foi seu trabalho com os reis beats de Atlanta, The Beat Bullies (Big Boi/OutKast), que deram o tom certo a The Sound of Revenge. "Eles me entenderam", diz Chamillionaire sobre os produtores. Apesar de ter sucedido os álbuns de Mike Jones, Slim Thug e Paul Wall, The Sound of Revenge conseguiu bastante popularidade fora do sul, e recebeu boa cobertura da gravadora. Com uma sucessão de mixtapes, Chamillionaire se tornou famoso por sua voz profunda e versátil, além de sua habilidade lírica. O primeiro single do álbum foi "Turn It Up", com participação de Lil' Flip e produzido por Scott Storch, seguido por "Ridin'", com a participação de Krayzie Bone do Bone Thugs-n-Harmony produzido por Play-N-Skillz; "Ridin'" chegou na primeira posição na parada musical Billboard Hot 100.Seu vídeo venceu o MTV Video Music Awards em 2006 na categoria "Melhor Vídeo de Rap".O terceiro single do álbum foi "Grown and Sexy".E muito graças a "Ridin'", com Krayzie Bone, este álbum de estréia a solo do MC de Houston atingiu a platina. De resto, o tema tem sido protagonista de diversos remixes, tendo já versões para costas leste e oeste, com MCs das respectivas zonas. Alegadamente, e segundo declarações do próprio Chamillionaire, os problemas com Paul Wall já estavam resolvidos. Ainda em 2006, Chamillionaire foi destaque nos singles "Get Up", de Ciara, "That Girl" de Frankie J, "Bet That" de Trick Daddy, "King Kong" de Jibbs, e "Doe Boy Fresh" de Three Six Mafia em 2007.

2007–2008: Ultimate Victory

Para promover seu novo álbum, Chamillionaire liberada Mixtape Messiah 3 como prelúdio para o seu novo disco em 18 de julho de 2007. O rapper lançou Ultimate Victory, seu segundo álbum de estúdio, em 18 de setembro de 2007. O álbum inclui participações de UGK, Krayzie Bone, Lil Wayne, Famous, Tony Henry, Devin the Dude e Lloyd. O primeiro single do álbum foi "Hip Hop Police", com participação de Slick Rick, com isto, Chamillionaire e Slick Rick fizeram uma participação no programa The Late Show with David Letterman da rede de televisão CBS em 14 de setembro de 2007. Mixtape Messiah 4, o quarto título da série Mixtape Messiah de Chamillionaire, foi inicialmente fixado para ser lançado em 18 de dezembro de 2007, mas foi lançada em 27 de agosto de 2008.

Álbuns de estúdio
  • 2005 - The Sound of Revenge
  • 2007 - Ultimate Victory

Colaborações
  • 2002 - Get Ya Mind Correct
  • 2005 - Controversy Sells2005 - Chamillitary
Coletâneas
  • 2003 - Greatest Hits
  • 2005 - Best of... Continued
  • 2005 - Greatest Hits 2
  • 2006 - Best of... Continued Part 2
Mixtapes
  • 2004 - Chamillitary
  • 2004 - The Mixtape Messiah
  • 2005 - Houston We Have a Problem

  • 2005 - The Truth
  • 2005 - Tippin' Down 2005
  • 2005 - Late Summer 2k5
  • 2005 - Whut It Dew
  • 2005 - Big Business
  • 2006 - Man on Fire
  • 2006 - Mixtape Messiah 2
  • 2006 - Da Bottom Vol. 2
  • 2007 - Mixtape Messiah 3
  • 2008 - Mixtape Messiah 4
  • 2008 - Mixtape Messiah 5
  • 2009 - Hangin' Wit Mr. Koopa
  • 2009 - Mixtape Messiah 6
  • 2009 - King Koopa (Southern Royalty)
  • 2009 - I Am Legend (Greatest Verses)
  • 2009 - Mixtape Messiah 7



Chris Brown


Christopher Maurice Brown (Tappahannock, Virgínia em 5 de maio de 1989), mais conhecido como Chris Brown é um cantor de música pop, R&B e hip hop além de dançarino e ator norte-americano. Chris Brown estreou como cantor com o single "Run It!", produzido por Scott Storch e com a participação de Juelz Santana. Seu primeiro álbum, intitulado Chris Brown, vendeu 3 milhões de cópias pelo mundo todo, sendo 2 milhões só nos Estados Unidos. O segundo álbum de sua carreira, Exclusive, teve seis singles: Wall to Wall, Kiss Kiss, With You, Take You Down, Forever e Superhuman. Actualmente está a trabalhar no seu terceiro álbum "Graffiti" e a escrever músicas para outros artistas. O primeiro single do seu terceiro álbum está previsto ser lançado no Verão de 2009.

História

Carreira musical Filho de Joyce Hawkins e Clinton Brown, conquistou os fãs de hip-hop,rap e R&B de todo o mundo. Em seu primeiro single, Run It!, o garoto de Virginia chegou ao topo da parada da famosa Billboard. Além dela, o outro sucesso de seu disco de estréia, Yo (Excuse Me Miss) aparece na lista entre as mais tocadas.
Um dos responsáveis pelo boom de Chris é o famoso produtor Scott Storch, que já trabalhou com 50 Cent, Lil Kim e Mario. Storch, realmente, gosta de produzir hits. A maioria das canções desse grandes nomes do Hip-Hop estouraram no mundo todo. Não havia dúvida que o garoto iria conquistar o famoso produtor e os rappers.
Em novembro de 2005, Chris Brown, lançou seu primeiro álbum pela gravadora Jive. Nele, o rapper pode mostrar todo o seu ótimo repertório com 14 músicas e algumas participações. Uma delas é da cantor: Juelz Santana, no maior hit do cantor, Run It.
Sua 4ª música de trabalho, Say Goodbye é totalmente diferente das duas anteriores, é romântica, está mais para um R&B romântico que é o outro estilo de Chris, além de Hip-Hop, e Rap.

Exclusive

Exclusive Seu segundo álbum de estúdio intitulado "Exclusive" seria lançado em 28 de Agosto de 2007, no entando foi adiado para 6 de Novembro de 2007. O primeiro single deste álbum, "Wall to Wall" chegou apenas a posição #79 nos Estados Unidos, sendo o single de menor sucesso de Chris Brown até hoje. O segundo single, "Kiss Kiss" conta com a participação e produção de T-Pain. O vídeo da música foi filmado na Florida International University em Miami no verão de 2007. A música fez muito mais sucesso que o single anterior e se tornou o segundo single #1 nos Estados Unidos.
Em 4 de Dezembro de 2007, Chris lançou seu terceiro single do álbum, que se chama "With You", produzida pela Stargate. A música chegou a nº1 no top do TRL(Total Request Life) sendo o quinto single top 10 de Chris nos Estados Unidos.
A 3 de Junho saiu o seu álbum Exclusive re-editado chamando-se "Exclusive: The Forever Edition" cujo single já saiu "Forever". No álbum re-editado além das músicas que tem o álbum "Exclusive" esta nova edição tem novas músicas, tendo uma música remixada "Picture Perfect" onde conta com a participaçao de Bow Wow, e um das novas músicas sendo "Superhuman" onde canta com Keri Hilson. A nova edição tem também um DVD "Chris Brown on Tour". O DVD que aparece em "Exclusive: The Forever Edition" mostra o Chris Brown.
Na sua tour pelos Estados Unidos e é apenas uma pequena versão do DVD completo "Chris Brown on Tour" (sendo o sucessor de "Chris Brown's Journey"), que ainda está a ser editado e não se sabe quando irá para as lojas.
Discografia
  • 2006 : Chris Brown
  • 2007 : Exclusive
  • 2008 : Exclusive: The Forever Edition (Ediçao Especial)
Videoclipes
  • 2005: "Run It!" (Featuring Juelz Santana)
  • 2006: "Yo (Excuse Me Miss)"
  • 2006: "Gimme That" (Featuring Lil Wayne)
  • 2006: "Say Goodbye"
  • 2006: "Shortie Like Mine" (Bow Wow Featuring Chris Brown)
  • 2007: "Wall to Wall"2007: "Kiss Kiss (Featuring T-Pain)
  • 2007: "This Christmas" Filme: This Christmas
  • 2007: "With You"
  • 2008: "No Air" (Jordin Sparks Featuring Chris Brown)
  • 2008: "Shawty Get Loose" (Lil Mama Featuring Chris Brown e T-Pain)
  • 2008: "Forever"
  • 2008: "Get like Me" (David Banner Featuring Chris Brown e Yung Joc)
  • 2008: "What Them Girls Like" (Ludacris Featuring Chris Brown & Sean Garret)
  • 2008: "Superhuman" (Chris Brown Featuring Keri Hilson)
  • 2008: "We Make The World Go Round" (Nas Featuring Chris Brown & The Game)
  • 2008: "Head Of My Class" (Scoot Smiff featuring Chris Brown)2009: "Freeze" (T-Pain Featuring Chris Brown)
Filmografia
  • TV
  • 2006: One on One
  • 2006: The O.C.
  • 2006: The Brandon T. Jackson Show
  • 2007: Sesame Street
  • 2008: The Suite Life of Zack and Cody (1 episódio, junto com as Cheetah Girls)
  • Filmes
  • 2007: Stomp The Yard
  • 2007: This Christmas2009: Bone Deep (A ser filmado/Produzido)
  • 2009: Phenom (Pré-produção)


Bow Wow


Shad Gregory Moss mais conhecido como Bow Wow (formalmente Lil' Bow Wow), nasceu em 9 de Março de 1987 em Columbus, Ohio, é um rapper Americano. Ele lançou seu primeiro CD, Beware of Dog, aos 13 anos e teve uma gravação de sucesso, sendo produzido por Jermaine Dupri. Depois do sucesso do seu álbum em 2000 'Beware of Dog', lançou em 2001 o 'Doggy Bag', com musicas como "Thank You" e "Take You Home". Bow Wow contribuiu para o álbum de Will Smith "Wild Wild West".



Álbuns
  • 2000: Beware of Dog
  • 2001: Doggy Bag
  • 2003: Unleashed
  • 2005: Wanted
  • 2006: The Price of Fame
  • 2009: New Jack City Part 2
Álbum Colaborativo

  • 2007: Face Off (com Omarion)

Mixtapes Oficiais

  • 2008: Half Man, Half Dog Vol. 1
  • 2009: Half Man, Half Dog Vol. 2

Ep's

  • 2009: The Best Of Lil' Bow Wow

Principais Músicas

  • US Hot 100 US R&B/Hip-Hop US Rap UK Singles Chart
  • 2000 "Bounce With Me" 20 1 1 - Beware of Dog
  • 2001 "Bow Wow (That's My Name)" 21 9 1 6 Beware of Dog
  • 2003 "Let's Get Down" (feat. Baby) 14 12 6 - Unleashed
  • 2003 "My Baby"(feat. Jagged Edge) 42 17 15 - Unleashed
  • 2005 "Let Me Hold You"(feat. Omarion) 4 2 1 27 Wanted
  • 2005 "Like You"(feat. Ciara) 3 1 1 17 Wanted
  • 2005 "I Think They Like Me (Remix)"(Dem Franchize Boyz feat. Jermaine Dupri, Da Brat & Bow Wow) 15 1 1 66 On Top of Our Game
  • 2005 "Fresh Azimiz"(feat. J-Kwon & Jermaine Dupri) 23 13 6 - Wanted
  • 2006 "Shorty Like Mine (feat. Chris Brown)"
  • 2007 "Like You" (feat. Ciara)
  • 2007 "Outta my Sistem" (feat. T-Pain)
  • 2008 "I'm a Flirt" (feat. R. Kelly)
  • 2008 "Marco Polo" (feat. Souja Boy)
  • 2009 "Roc The Mic" (feat. Jermaine Dupri)
  • 2009 "You Can Get It All" ( feat. Johnta Austin)
  • 2009 "Pole in my basement" "H.I.M"

Filmografia

  • 2002: "Like Mike "
  • 2003: "All About The Benjamins "
  • 2004: "Johnson Family Vacation"
  • 2005: "Roll Bounce "
  • 2006: "The Fast and the Furious: Tokyo Drift"
  • 2006 "Carmen a Hiphopera"
  • 02-11-2006: "Smallville"
  • construção data "Basketball"


Fonte :http://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:P%C3%A1gina_principal

Akon


Akon é um cantor de R&B e hip hop americano de origem senegalesa e wolof, também é compositor, rapper e produtor musical. Akon chegou à fama em 2004 após o lançamento de seu single "Locked Up", do seu álbum de estreia Trouble. Seu segundo álbum, Konvicted, foi indicado para o Grammy Award juntamente com o single "Smack That". Ele é o fundador da Konvict Muzik e Kon Live Distribution. Ele é conhecido por realizar trabalhos com vários artistas, tendo mais de 155 participações, e 23 canções registradas nos gráficos da Billboard Hot 100. Ele é o único artista a conseguir ficar ao mesmo tempo em primeiro e em segundo lugares simultaneamente nos gráficos da Billboard Hot 100, duas vezes, com "Don't Matter" e "The Sweet Escape".

Carreira

Nome e idade

O nome completo de Akon é Aliaune Badara Akon Thiam, anunciado por ele próprio. Algumas fontes dizem que seu nome é Aliaune Thiam, e fontes como a Associated Press tem relatado que ele tenha nascido em 1973. Documentos legais divulgados pela The Smoking Gun lista seu nome como Aliaune Thiam Damala e a data de nascimento 30 de abril de 1973, ou 16 de abril de 1973.

Antecedentes

Akon é filho do percussionista senegalês Mor Thiam. Ele nasceu em St. Louis, Missouri, e viveu em Dakar, Senegal até os 7 anos de idade, na infância dividiu o seu tempo entre Senegal e Estados Unidos, até que aos 15 anos mudou-se permanentemente para Jersey City, Nova Jersey. Ele gravou sua primeira canção, "Operations of Nature", com quinze anos. Akon começou a escrever e gravar suas canções em seu estúdio particular. As fitas o levaram a ser contratado pela SRC/Universal, que Akon lançou seu álbum de estreia Trouble, em junho de 2004. A maioria das canções de Akon começa com o som da cela de uma prisão e um celular com ele dizendo a palavra "Konvict." O seu nome artistico tem o som das palavras "A con", abreviatura coloquial para "A convict", que significa "Um condenado" (pela justiça).


2004-2005

O álbum solo de estreia de Akon, Trouble, foi lançado em 29 de junho de 2004. Destaques para os singles "Locked Up" e "Lonely", bem como "Belly Dancer (Bananza)", "Pot of Gold" e "Ghetto". Akon cumpriu um período de três anos de prisão por um grande assalto, uma experiência que inspirou a música "Locked Up". Locked Up alcançou o top 10 nos Estados Unidos. Seu gerente Robert Montanez foi baleado e morto após um litígio em Nova Jersey, em dezembro de 2005. "Ghetto" tornou-se um hit de rádio, quando foi remixado por Green Lantern para incluir versos de lendários rappers como 2Pac e The Notorious B.I.G. Em 2005, ele lançou o single "Lonely". A música alcançou o top cinco na Billboard Hot 100, e alcançou os topos na Austrália, no Reino Unido e na Alemanha. Em 2005, Akon ganhou mais popularidade após ter participado do álbum de estreia de Young Jeezy, Let's Get It: Thug Motivation 101, com a canção "Soul Survivor", que tornou-se um hit entre os cinco principais da Billboard Hot 100.

2006-2007

O segundo álbum de Akon, intitulado Konvicted, foi lançado em 14 de novembro de 2006, neste álbum incluíram participações de Eminem, Snoop Dogg e Styles P. No final de agosto de 2006, Akon lançou o primeiro single deste álbum, "Smack That" com a participação de Eminem. Este single atingiu o segundo lugar na Billboard Hot 100, durante cinco semanas consecutivas.

O vídeo da música "Smack That" foi dirigida por Raymond Garced. "I Wanna Love You", o segundo single, foi lançado em setembro de 2006, trata-se de uma parceria entre Akon e Snoop Dogg. Este foi o primeiro single de Akon a chegar na primeira posição da Billboard Hot 100, e Snoop o segundo. "I Wanna Love You" conseguiu nos Estados Unidos a posição por duas semanas consecutivas.

Em janeiro de 2007, Akon lança seu terceiro single "Don't Matter", que lhe valeu seu primeiro número um solo e o segundo consecutivo pelo Hot 100. O quarto single, "Mama Africa" foi lançado em maio de 2007. "Sorry, Blame It on Me" é o quinto single do álbum, foi lançado em agosto de 2007 e estreou na sétima posição no Hot 100. A canção não está disponível no álbum original, mas sim na parte Deluxe Edition de Konvicted, que saiu em 28 de agosto de 2007. O sexto e último single deste álbum só foi confirmado em uma entrevista por Akon, "Never Took the Time". Konvicted estreou na segunda posição no Billboard 200, vendendo 286,000 cópias em sua primeira semana.

Após seis semanas do lançamento, Konvicted vendeu mais de um milhão de cópias nos Estados Unidos e mais de 1,3 milhões em todo o mundo. O álbum foi certificado platina depois de sete semanas, e depois de dezesseis semanas, foi certificada dupla platina. Konvicted permaneceu no topo da Billboard 200 vinte vezes durante 28 semanas consecutivas, em que atingiu no máximo a segunda posição, em quatro ocasiões diferentes. Em 19 de novembro de 2007, a RIAA certifica Konvicted álbum de platina tripla, com três milhões de unidades vendidas nos Estados Unidos. O álbum já vendeu mais de quatro milhões em todo o mundo.

Em 5 de outubro de 2006, Akon quebrou um recorde no Hot 100, ele conseguiu a maior subida na tabela nos 48 anos de história da parada musical, com a canção "Smack That", saltou da 95ª posição para a 7ª. O salto é acompanhado pela sua 6ª posição na estreia no Hot Digital Songs com 67.000 downloads. O recorde já foi quebrado várias vezes.

Em dezembro de 2006, Akon com "Smack That" foi indicado para a categoria de "melhor colaboração de rap/canto" no 49º Anual Grammy Awards, mas perdeu para Justin Timberlake e T.I. com "My Love". No dia 7 de julho de 2007 Akon participou do Live Earth Concert, New York City do Live Earth.

2008-presente

Akon é o produtor executivo do quarto álbum de estúdio de Kardinal Offishall, intitulado Not 4 Sale, que foi lançado em 9 de setembro de 2008. O primeiro single oficial do álbum foi "Dangerous", com a participação de Akon. Em 2 de dezembro de 2008 foi lançando seu terceiro álbum de estúdio Freedom, sendo lançados três singles; "Right Now (Na Na Na)", "I'm So Paid" (com Lil Wayne e Young Jeezy) e "Beautiful" (com Kardinal Offishall e Colby O'Donis).

Álbuns de estúdio

  • 2004 - Trouble
  • 2006 - Konvicted
  • 2008 - Freedom

Singles

  • "Locked Up" (2004)
  • "Ghetto" (2005)
  • "Lonely" (2005)
  • "Belly Dancer (Bananza)" (2005)
  • "Pot of Gold" (2005)
  • "Smack That" (com Eminem) (2006)
  • "I Wanna Love You" (com Snoop Dogg (2006)
  • "Don't Matter" (2007)
  • "Mama Africa" (2007)
  • "Sorry, Blame It on Me" (2007)
  • "Never Took the Time" (2007)
  • "I Can't Wait" (com T-Pain) (2008)
  • "Right Now (Na Na Na)" (2008)
  • "I'm So Paid" (com Young Jeezy & Lil Wayne) (2008)
  • "Beautiful" (com Colby O'Donis & Kardinal Offishall) (2009)
  • "We Don't Care" (2009)



50 Cent

50 Cent, nome artístico de Curtis James Jackson III,(Nova Iorque, 6 de Julho de 1975) é um rapper norte-americano. A sua entrada no mundo da música foi apadrinhada por Eminem. Seus álbuns renderam cerca de 21 milhões de cópias vendidas no mundo inteiro. Antes de entrar para o mundo da música, 50 Cent traficava drogas.Após largar a vida do crime, 50 Cent acabou sendo baleado nove vezes em 2000, mas sobreviveu. Após lançar o álbum Guess Who's Back?, o cantor despertou interesse de Eminem, que logo o indicou para a gravadora Interscope Records. Em 2003, fundou a G-Unit Records, juntamente com seus parceiros na banda G-Unit, Lloyd Banks, Young Buck e Tony Yayo. Lançou um filme onde contou sua autobiografia, denominado Fique Rico ou Morra Tentando.

Biografia

Vida antes da fama Curtis James Jackson III cresceu no bairro conhecido como South Jamaica, localizado no Queens, Nova Iorque. O rapper foi criado pela mãe que traficava drogas para o chefão Mc Griff.[3] Ela foi encontrada morta ainda quando Curtis era criança, vivendo o resto de sua infância e adolescência com seus avós. Ele começou a escrever suas letras de rap bem cedo, mas só levou o trabalho a sério após o nascimento do seu filho. Assinando contrato com a Jam Master Jay e aprendendo a contar barras e estruturas das músicas. In Da Club e Window Shopper foram os dois maiores sucessos dele.

Em Abril de 2000, três dias antes de filmar seu vídeo com o grupo Destiny's Child da música "Thug Love", 50 Cent foi baleado 9 vezes. Uma no maxilar, uma em cada perna,uma no dedo mínimo que saiu pelo dedão, uma no mesmo braço que depois ele fez uma tatuagem por cima (para esconder a cicatriz), uma entre o peito e o tórax, uma no peito, uma o raspando em sua barriga e a outra no tornozelo. Isso ocorreu na frente da casa da sua avó em Queens, Nova Iorque. Seus ferimentos não eram de grande risco apesar do tiro que o acertou no maxilar acertou sua língua e deixou sua voz um pouco mais rouca , foi submetido a uma cirurgia e ficou poucos meses em recuperação enquanto a gravadora o largou do grupo. Após a recuperação, 50 Cent voltou a gravar, apesar de ter pouca renda ou ter como suportá-la, com seu novo amigo de negócios Sha Money XL. Os dois gravaram mais de trinta canções, exclusivamente para mixtapes com o propósito de criar uma reputação para 50. O valor de 50 Cent cresceu e no final de 2001 ele lançou um novo material independentemente temporariamente como LP, Guess Who's Back?. Começando a atrair o interesse, e suportado agora por seu grupo, G-Unit. Mas era diferente esta vez, melhor que criar canções novas como tiveram antes, 50 decidiu mostrar sua habilidade reformulando as batidas que já tinham sido usadas. Eles lançaram o vermelho, o branco e o azul bootleg, "50 Cent Is the Future", material revisado por Jay-Z e Mr. Pavons. Um dos seus melhores amigos, Lloyd Banks, foi também alvejado, em 2001, por dois tiros, mas sobreviveu.

50 Cent conseguiu a atenção de Eminem com tais mixtapes, que mostrou interesse em trabalhar com o rapper. Quando Eminem levou isso para a atenção de Dr. Dre, contribuiu com 50 Cent a assinar um contrato com a Interscope Records. 50 Cent também foi o primeiro a assinar em uma união de esforços entre Shady Records do Eminem e Aftermath Entertainment do Dr. Dre. Sobre a Interscope, 50 Cent ganhou grande fama. O rapper aparece na trilha sonora de 8 Mile, com o single "Wanksta", que foi pedida em várias estações de rádio pelo EUA. Também, após assinar com a Shady/Aftermath, seu grupo, a G-Unit, prosperou.


Álbuns

  • 2002 - Guess Who's Back?
  • 2003 - Get Rich or Die Tryin'
  • 2005 - The Massacre
  • 2005 - Get Rich or Die Tryin the Motion Picture
  • 2007 - Curtis
  • 2009 - Before I Self Destruct

Compilações


  • 2002 - Guess Who's Back?
  • 2005 - Get Rich or Die Tryin' Soundtrack
  • 2008 - Greatest Hits

Não Lançado

  • 2000 - Power of the Dollar (Não oficial)
  • 2009 - War Angel LP2009 - Forever King

Mixtapes


  • 2002 - 50 Cent Is the Future
  • 2002 - No Mercy, No Fear2006 - God's Plan
  • 2006 - Buletproof2007 - Sabrina's Baby Boy
  • 2007 - Hip Hop is Dead

Filme


  • 2006 - Fique rico ou morra tentando(Paramount)

Vejam ai algumas fotos do rapper:



segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Classificação do hip hop


Musica
  • produção
  • rap
  • beatbox
  • Djing
  • turntablism

Elementos e cultura
  • breakdance
  • grafite
  • moda
  • dança
  • teatro

História
  • raízes
  • old school
  • moderno
  • era de ouro
  • géneros
  • albúns

Músicos
  • rappers
  • DJs e produtores
  • cantores
  • bandas
  • beatboxers

Hip hop mundial
  • africano
  • árabe
  • asiático
  • europeu
  • latino-americano
  • oriente médio
  • albanês
  • americano
  • australiano
  • belga
  • bósnio
  • brasileiro
  • britânico
  • canadense
  • chinês(hip hop de Hong Kong)
  • cubano
  • dominicano
  • holandês
  • egípcio
  • filipino
  • francês
  • alemão
  • grego
  • haitiano
  • indiano
  • iraniano
  • irlandês
  • israelense
  • italiano
  • japonês
  • queniano

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

B-boys

B-boy, ou B-girl é o nome dado a pessoa dedicada ao breakdance e que pratica o mesmo. Inicialmente, o breakdance era utilizado como manifestação popular e alternativa de jovens para não entrar em gangues de rua, que tomavam Nova Iorque em meados da década de 1970. Atualmente, o brakdance é utilizado como meio de recreação ou competição no mundo inteiro.Breakdance (também conhecido como breaking ou b-boying em alguns lugares) é um estilo de dança de rua, parte da cultura do Hip-Hop criada por afro-americanos e latinos na década de 1970 em Nova Iorque, Estados Unidos. Normalmente é dançada ao som do Hip-Hop ou de Electro.

Existem quatro elementos básicos que formam a base do B-boying.O primeiro é Toprock, um termo referente à posição vertical e dança baralhamentos B-boys que fazer quando entra um círculo.O segundo elemento é a Downrock ou footwork, refere-se a dança é realizada no chão.O terceiro elemento, é conhecido como o congelamento, remete para o que coloca B-boys atirar em sua dança conjuntos para adicionar pontuação para determinadas batidas e terminam suas rotinas.O quarto e último elemento da bboying é o Poder movimentos. Estes são movimentos acrobáticos normalmente composto de movimentos circulares onde a dançarina vai girar, quer no chão, ou no ar.

Batalhas são uma parte integrante da b-boying cultura. Podem assumir a forma de uma batalha e uma cifra organizado batalha. Ambos os tipos de batalhas são cabeça para cabeça confrontos entre indivíduos ou grupos de bailarinos que tentam fora-dança-se mutuamente. A cifra (ou o círculo) é o nome dado a um círculo de b-boys e / ou b-girls, que se revezam dançando no centro. Não há juízes, (excepto os participantes da cifra própria), regras concretas, ou restrições no cifra, apenas tácita tradições. Embora os participantes não sempre competir uns com os outros na cifra, em muitas ocasiões isso ocorrerá. B-boying começou na cifra e organizou a concorrência só se desenvolveram mais tarde. Esta foi a origem de b-boying batalhas e, muitas vezes, é mais conflituoso e pessoais.A batalha continua até que termine de uma das muitas razões possíveis, tais como uma dançarina admitir a derrota. Cypher dança é mais prevalente nas comunidades, com ênfase no que é considerado autêntico e tradicional da cultura hip hop. Battling "na cifra" é também um método de resolução de diferenças entre bailarinos, quer entre indivíduos ou tripulações.Organizado batalhas definir um formato para a competição, como um limite de tempo, ou especificar um limite para o número de bailarinos que pode representar cada um dos lados. Organizado batalhas geralmente escolhe juízes com base em seus anos de experiência, nível de conhecimento cultural, contribuição para a cena e capacidade para julgar em uma forma imparcial. Na ocasião, organizadores convidam juízes de fora da b-dança da comunidade, e estes eventos (doces), por vezes encontrar com desaprovação da b-boying comunidade. Organizado batalhas são divulgadas em muito maior medida do que eventos informais e são conhecidos da comunidade mainstream.Incluem famosas competições de nível internacional, como a Batalha do Ano, UK B-Boy Championships, Redbull BC One, Freestyle Session e R16 Coreia. No entanto, a tendência nos últimos anos para colocar ênfase excessiva em batalhas organizadas, podem desvirtuar o aspecto espontâneo da cultura que é a ênfase na cifra dançar.


Existem vários estilos utilizados em quebrar. Estilos individuais frequentemente resultam de uma dançarina da região de origem e dançar influências. Embora existam algumas generalidades nos estilos que existem, muitos bailarinos combinar elementos de diferentes estilos com as suas próprias ideias e conhecimentos, a fim de criar um estilo único de seus próprios. Trick (Blowup) Um estilo de quebrar que incide sobre o "fator uau" de determinadas competências, congela, truques, estilos e de circo. Blowup-estilo consiste em realizar uma seqüência de tantas combinações difíceis truque em sucessão rápida quanto possível, a fim de "beijoca" ou exceder o virtuosismo dos outros b-boy's performance.Esta é geralmente tentada somente após se tornar proficientes em outros estilos, devido ao grau de controle e as práticas necessárias para esse tipo de dança. Os nomes de alguns dos movimentos são: airbaby, airchair, ocas costas, eclipse solar, inverter airbaby, entre outros.O principal objetivo em blowup de estilo é a rápida transição através de uma sequência ou para frente e para trás entre os diversos movimentos. Um estilo que se baseia mais no eleborate toprocks, footwork e / ou poses. Este estilo é mais focada sobre a batida da música do que ter que depender de "poder" só se move. B-boys que baseiam a sua dança em "flavor / style" são conhecidos como "styleheads".A maioria styleheads têm os seus próprios sabor ou estilo. Burns é um tipo de movimento destinado a humilhar o adversário, criando obsceno ou cômico se move durante batalhas ou cifras.















quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Low Rider



Também conhecidos como os carros que “dançam”, os Low Riders surgiram nos anos 40, nos EUA, pelas mãos de jovens mexicanos, que procuravam uma alternativa para poder destacar-se, utilizando carros de baixo custo.


Na década de 50, os Low Riders deram seus primeiros passo. Com o passar dos anos as técnicas foram sendo aprimoradas e a Cultura Lowrider foi se difundindo.
A partir dos anos 70 ocorreu uma grande expansão dos Lowriders.

Em 1979, foi realizado na Califórnia a primeira feira oficial de Low Rider, a partir desse momento surgiram outros eventos, revistas, filmes, indústria de peças, lojas especializadas em Lowrider.

Essa cultura surgiu associada ao movimento Hip-Hop. Por isso, seu público cativo confunde-se com a galera do rap, do break e do grafite, técnica que influencia muito as pinturas exóticas feitas nos carros.

Em 1990, a mania se espalhou pelo mundo, e foi aí que os modelos ganharam tecnologia e estilo e a cultura passou a ser ligada ao hip hop.

Um destaque especial para o som e dvd, que ao longo dos anos passaram a ser itens de grande importância do orçamento, na hora de tunar o maldito, como os porta malas são gigantescos, os “low Riders” botam o chão para tremer ao som de hip hop.

O primeiro modelo nacional conhecido a utilizar esse sistema foi um Galaxie 1968. Isso aconteceu em 1997, mas a moda vem crescendo no País.

Atualmente a Cultura Low Rider esta presente em várias partes do mundo, como Japão, Europa, América do norte, latina e Brasil.

Há uma certa confusão entre Low Riders e modelos com suspensão pneumática. A principal diferença entre eles é que o primeiro utiliza um sistema hidráulico e o outro é movido por ar. A suspensão a ar tem como vantagem o molejo e o conforto, sem interferir no desempenho do veículo. Já a que equipa os Low Riders é rígida e funciona por pressão do óleo, o que deixa o carro inseguro acima de 70km/h.



terça-feira, 11 de agosto de 2009

A arte do grafite

Grafite ou grafito é o nome dado às inscrições feitas em paredes.Por muito tempo visto como um assunto irrelevante , atualmente o grafite já é considerado como forma de expressão incluída no âmbito da street art ou arte urbana , em que o artista aproveita os espaços públicos, criando uma linguagem intencional para interferir na cidade. Entretanto ainda há quem não concorde, igualando o valor artístico do grafite ao da pichação, que é bem mais polemico. A partir do movimento contracultural de maio de 1968, quando os muros de Paris foram para inscrições de caráter poético-político, a prática do grafite generalizou-se pelo mundo, em diferentes contextos, tipos e estilos, que vão do simples rabisco ou de tags repetidas ad nauseam , como uma espécie de demarcação de território, ganhando status de verdadeiras obras de arte. Os grafites podem também estar associados a diferentes movimentos e tribos urbanas, como o hip-hop.

Dentre os grafiteiros, talvez o mais célebre seja Jean-Michel Basquiat, que, no final dos anos 1970, despertou a atenção da imprensa novaiorquina, sobretudo pelas mensagens poéticas que deixava nas paredes dos prédios abandonados de Manhattan. Posteriormente Basquiat ganhou o rótulo de neo-expressionista e foi reconhecido como um dos mais significativos artistas do final do século XX.


Temos ai algumas imagens de grafite para voces apreciarem:





Fonte :http://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:P%C3%A1gina_principal