sexta-feira, 28 de agosto de 2009

DMX


DMX, nome artístico de Earl Simmons (18 de dezembro de 1970 em Baltimore, Maryland), é um rapper americano, surgiu depois da morte dos grandes rappers 2Pac e The Notorious B.I.G., tendo como responsabilidade substituí-los à altura como foi o que fez.

História

DMX começou a construir a carreira dele com um aparecimento nas mixtapes do DJ Clue. Em 1997, ele foi convidado a cantar em "4 , 3, 2, 1. " do LL Cool J. Mais adiante foi convidado a cantar em "24 Hours to Live" de Mase e Yonkers, MCs da mesma categoria o LOX em "Money, Power & Respect criou um respeito até mais forte. DMX estreou em 1998 com o álbum It's Dark and Hell Is Hot]] com o single "Get at me Dog". Logo em seguida estourou a bomba "Ruff Ryders Anthem" produzida pelo seu amigo e produtor Swizz Beatz, que tocou em todas as rádios. Para este álbum destacamos ainda "How's it Going Down" com a viúva de The Notorious B.I.G., Faith Evans e "Stop Being Greedy". Este álbum foi lançado em 1ª lugar na Billboard. Em seguida, no final do mesmo ano DMX lança "Flesh of my Flesh, Blood of my Blood". Destaque neste CD para as músicas "Slippin" que é a auto biografia dele e "No Love 4 Me" com a participação de Swizz Beatz e ainda a polêmica "The Omen" com Marilyn Manson. Destacando esta fase da vida do DMX, ele é o único músico do mundo que gravou dois álbuns no mesmo ano que largaram em #1 na Billboard. Um feito que ainda não foi alcançado por ninguém. Em trabalhos paralelos, DMX lança o CD Ruff Ryders Ride or Die com grandes nomes como Jay-Z, com o grande sucesso "Jigga My Nigga", D-Block (Que eram da Bad Boy mas após brigas e discussões sobre direitos autorais saíram da Bad Boy), Eve (a primeira dama da Ruff Ryders), Drag-On (A.K.A " Fireman" o garoto prodígio da Ruff Ryders) entre outros. No álbum "And Then There Was X" que era a sequencia do sucesso do DMX. Com o single "What's My Name" estourando nas rádios, foi fácil emplacar outros sucessos deste cd como "Party Up" (Up in Here), "One More Road to Cross" e "What these Bitches Want" com a participação de Dru Hill. Particularmente destaco neste CD a música "More 2 a Song" que retrata a música que ele faz, com alma e com perseverança. Logo após este CD, DMX foi preso por dirigir sem permissão. Neste momento de sua vida que ele lançou o CD "The Great Depression" onde músicas mais profundas e a morte de sua avó que o criou o fizeram mais introspectivo. Destaque neste CD para "Who We Be", "He Right Here", "Damian III" e a música dedicada a sua avó "Miss You". Em 2003 ele anunciou que estava saindo do jogo do Rap. Lançou seu último CD intitulado "Grand Champ" com grandes bombas como "X Gonna Ggive It 2 Ya", "Where the Hood At", "Ayo Kato" entre outras. DMX com esses 5 álbuns conseguiu um feito impressionante. Todos esses álbuns estrearam em #1 na Billboard, o que diferencia o DMX dos outros rappers. Mas após anunciar sua saída e vários problemas pessoais, ele anunciou sua volta, mas com menos sucesso que o esperado. O álbum "Here We Go Again" ficou muito abaixo da expectativa. Com o Auxílio de seus amigos, ele lança o novo CD "Year of The Dog, Again". DMX vem se envolvendo em seguidas prisões devido a digirir sem licença e envolvimento com drogas. Mas após esses acontecimentos ele se entregou à religião voltando às suas origens.

Discografia

Álbuns de estúdio
  • 1998 - It's Dark and Hell Is Hot
  • 1998 - Flesh of My Flesh, Blood of My Blood
  • 1998 - ...And Then There Was X
  • 2001 - The Great Depression
  • 2003 - Grand Champ
  • 2006 - Year of the Dog...Again
  • 2008 - Walk with Me Now and You'll Fly with Me Later
Greatest Hits
  • 2007 - The Definition of X: The Pick of the Litter
Com Ruff Ryders
  • 1999 - Ryde or Die Vol. 1
  • 2000 - Ryde or Die Vol. 2
  • 2001 - Ryde or Die Vol. 3
  • 2005 - The Redemption Vol. 4


Nenhum comentário: